Trabalhando em casa: ideias de negócios para as mães

By 07/11/2016Dica
07-11-2016-blog

A maternidade é um período da vida muito gratificante para todas as mulheres – e também para os homens. São muitas descobertas, muito aprendizado, um novo estilo de vida e o conhecimento do verdadeiro amor. Nós temos certeza de que muitos gostariam de nunca mais trabalhar só para poder ficar para sempre perto dos filhos. Contudo, no mundo em que vivemos, é difícil criar os filhos sem dinheiro, né?
Essa questão financeira nos leva à questão de mercado de trabalho para as mães. Muitas têm dificuldade de retornar às suas atividades profissionais: recrutadores alegando o grande período longe das empresas, atividades atualizadas por novos sistemas (como é o caso da automação de algumas funções em indústrias), a preferência por mulheres mais jovens, solteiras e sem filhos por parte dos empregadores… É um cenário frustrante para mulheres tão batalhadoras.
Pensando nisso, separamos algumas ideias de coisas que podem ser rentáveis para mães que não conseguem empregos formais. Se você está precisando de um apoio para arranjar um trabalho, confira abaixo!

Não cozinhe só para os seus filhos

Uma ótima opção para você que tem boa mão na cozinha é tentar criar um cardápio que seja fácil de se fazer com crianças em casa e que seja fácil de se vender também. Um lugar que costuma ter bastante movimento durante quase todo o ano são as portas de universidades: os universitários que estudam e trabalham muitas vezes acabam sofrendo com o mal de não ter opções de comida caseira próximas a seus locais de estudo. Já imaginou se você vendesse filé de frango assado com pesto? É mais simples do que você pensa: só temperar e mandar pro forno! Não sabe fazer pesto? Clica aqui!
Se o salgado te assusta, o doce também é uma ótima pedida. Muita gente não tem tempo de fazer bolo, pudim, brigadeiro, sobremesas que não costumam tomar muito tempo e nem dar trabalho. Acha a ideia difícil? A internet está repleta de receitas de bolos que só vão no liquidificador, pudins que não precisam ir ao forno, e brigadeiro por si só já é bem simples! E os ingredientes, com certeza você tem em casa, né?

Está pensando em arriscar algo novo? Vá para as ruas!

Se você não faz o tipo mãe caseira e quer tentar algo fora de casa, uma boa opção é ser motorista da Uber. A empresa tem uma linha de contratação muito simples e oferece a possibilidade de você fazer seu próprio horário e tendo ainda um pagamento semanal. Fechou o orçamento do mês no dia 20? Muito bem, por que não se dar 10 dias de descanso para ficar com os filhos? Além disso, a Uber tem como meta ter 1 milhão de motoristas mulheres até 2020. Faça parte do time!

O tricô da vovó não é uma má ideia

Desde o início da década de 2010, o crochê e outras peças que seguem a linha de costura mais manual tem entrado em alta na moda de verão. Se você tem habilidade com esse tipo de artesanato, pode começar a produzir roupas neste estilo. Você pode optar por vender a um preço que seja acessível para você e para seus clientes. Além de ser um serviço em que você decide quando e o quanto vai fazer, o artesanato com linha é também uma terapia!

Mães conectadas também têm vez

Se você não abre mão das redes sociais e está procurando algo para ganhar visibilidade na internet, escrever sobre sua experiência materna é uma ótima opção. Há diversas formas de fazer isso: você pode fazer um diário da mãe, um blog para postar sobre situações que toda mãe vai vivenciar pelo menos uma vez, vídeos para aconselhar novas mamães sobre a maternidade e outras inúmeras opções. Coloque os neurônios para trabalhar até encontrar algo que seja viável e 100% sua cara. Trabalhar na internet não é fácil, mas, se você escolher trabalhar com aquilo que gosta, com certeza as coisas vão ficar bem mais agradáveis.