O que você não sabia sobre moda infantil.

By 28/11/2016Dica
blog_28-11-2016

A moda infantil foi, nos últimos 20 anos, uma vertente totalmente à parte da moda adulta que costumamos ver nas revistas, passarelas e vitrines. Não há outro motivo para isso além do fato de que as confecções acompanham o estilo de vida das crianças e as ocasiões em que elas costumam usar roupas. Não seria justo vestir os pequenos com a mesma carga que os adultos vestem, né?

Apesar de as tendências da moda infantil serem diferentes das da adulta, os pequenos agora têm acompanhado o que passa pelas passarelas, entre algumas tendências que você confere a seguir.

As roupas infantis não são mais sinônimos de cores vibrantes

Os anos 1990 e 2000 viveram uma fase em que as ruas e passarelas acompanharam tons mais vibrantes, tecidos mais chamativos como o cetim, texturas e babados que não vemos mais nas lojas hoje em dia. A moda adulta, hoje, possui tendências nas cores que trazem mais sobriedade e naturalidade, que são até mais agradáveis aos olhos, e tecidos que conseguem reforçar a ideia de serenidade dos anos 2010.

Contudo, ainda se vê muitas crianças que vestem tons exageradamente fortes, o que muitas vezes pode tapar a imagem mais serena dos pequenos. Vale a pena buscar roupas que tragam tons mais sóbrios e menos extravagantes, tanto para acompanhar a tendência da moda adulta quanto para deixar a imagem dos seus filhos um pouco mais leve.

Azul não define menino, rosa não define menina

O Brasil hoje caminha para ser cada vez mais um país sem classificações de gênero por cor, padrão ou comportamento. Isso influencia muito o universo fashion, que, aos poucos, invade o guarda-roupas dos pequenos. Caminhando com a ideia da sobriedade, as marcas abusam mais ainda dos tons neutros, tornando o mercado mais intergênero, o que facilita a hora das compras: se sua filha gosta de azul, ela pode se vestir de azul! Assim como se seu filho gosta de rosa, ele pode se vestir de rosa. E isso não os deixará desse ou daquele jeito: se você quiser, pode até mostrar para os pequenos que nós devemos amar e respeitar as pessoas pelo que elas são, e não pelas cores que estão vestindo.

Os pequenos estão cada vez mais antenados no mundo fashion

Aquela geração que não se importava com o que estava vestindo e só queria saber de diversão é uma geração passada: agora, as crianças querem se divertir (e se divertir) com estilo! Por isso, é importante que você saiba ouvir seus filhos nessas horas. A criança tem o direito de opinar naquilo que quer vestir, e isso não vai deixá-la mais adulta. “Isso é coisa de adulto” é uma frase para questionar um comportamento, o que é outra coisa, porque a vez das crianças opinarem na moda chegou! E isso tudo faz parte do universo em que eles vivem; as meninas se inspiram nas blogueiras, os meninos nos cantores que estão no topo das paradas, e por aí vai. Vale a pena deixar os pequenos falarem na hora das compras!

Se você está pensando em como vai vestir seus filhos em 2017, fique tranquilo e invista nas peças sóbrias porque, com certeza, elas continuarão em alta por mais algum tempo. A Pantone define as tendências de cores para o próximo ano como uma mistura de vitalidade, relaxamento e ar livre. Use e abuse do potencial da natureza nos looks dos pequenos!